Google+ Followers

22.6.13

Nem ponto, nem pranto....







Já não mais escrevo tanto como antes,
Já não sinto tudo tão intenso como antes,
Já não vivo como antes, já não sou como fui.
Já não sei como fui ou que poderia ter sido
Pior ainda seria: já não ser quem sou
Já não era quem sou.
Lembrei que nem conto, algum canto, sem pranto. Ponto? Não!!! São só reticencias... 
Já não fui como sou.
Pior ainda seria: já não ser quem eu era.
Tanto quanto quem poderia ter sido
Lembrei que não canto, nem conto, porém não carrego pranto dentro de mim. Pronto? Não!!! Entretanto as mesmas reticencias... 
Lembrei que nem santo, no entanto, porem nem acanto. Pranto? Não! Planto, canto, por enquanto tento tanto quanto canto! São só maledicência de quem nem canta sem encanto de alguns sem acalanto nenhum. 
24 de set de 2012 00:41 em 22 06 2013 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escrevam...

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.