Pular para o conteúdo principal

O USO DE FERRAMENTA TECNOLÓGICA APLICADA AO ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA EM SÉRIES INICIAIS



Rute Vasconcelos Santos
Josefina Maria dos Santos
Érika Caroline da Silva

Apesar dos avanços tecnológicos, muitas escolas apresentam resistência ao uso de tecnologias aplicadas ao ensino. No que se refere aos smartphones, em especial, essa resistência torna-se ainda maior, posto que muitas instituições proíbem o uso de celulares durante as aulas por considerarem que a ferramenta pode atrapalhar. Contrariando essa concepção, tentamos demonstrar que a tecnologia pode ser uma aliada no processo de ensino-aprendizagem. Para tanto, este trabalho tem como objetivo relatar uma experiência de ensino de língua portuguesa em uma turma do 5º ano do Ensino Fundamental. Para isso, aplicamos uma atividade de revisão ortográfica com o auxílio da plataforma Kahoot. Destaca-se que essa ferramenta tecnológica permite a criação de questionários, em formato de jogo interativo, com conteúdos programáticos relacionados a quaisquer disciplinas. O referencial teórico que fundamenta este estudo está centrado nas contribuições sobre (a) mlearning (GRUND; GIL, 2011; CABRERO E CASTAÑO, 2013); e (b) multiletramentos (ROJO, 2013; MONTE MOR, 2015). Os resultados demonstram que o uso da tecnologia contribui para o ensino de língua portuguesa, visto que os alunos puderam dialogar em grupos, refletir, relembrar e ainda criar estratégias para a resolução dos problemas apresentados durante a aplicação da atividade. Por meio da observação do uso dessa plataforma interativa e inovadora, a conclusão deste estudo aponta para a necessidade de inserção das práticas tecnológicas com a finalidade de contribuir com o processo de ensino-aprendizagem.

Palavras-chave: Kahoot, Ensino de língua portuguesa, M-learning.


Postagens mais visitadas deste blog

Leitura performática do "Cordel Memórias de uma ex-estudante de Mariquinha das Alagoas"- Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID)

"História em Quadrinhos (HQ) – One plate"

Nos quadrinhos _One plate_, através dos dois personagens -Richard e Paula - fica nítido no contexto a desigualdade social.
Observa-se a meritocracia, como aborda o autor do livro _Subcidadania Brasileira_, Jessé Souza, que afirma que é pura ignorância acreditar nessa ideia, que é também corroborada pela HQ em questão.  O homem como resultado do meio em que vive, na maioria das vezes, está inserido em uma sociedade em que há uma classe sem chance de sobrevivência digna. Como professores em formação, precisamos perceber as diferenças sociais e suas causas para conhecer o meio onde vivemos, entendê-lo e/ou transformá-lo, permitindo, através da educação aos estudantes e futuros cidadãos, a consciência crítica necessária para que as diferenças sociais sejam amenizadas.  Seria injusto afirmar que o fracasso significa que a luta não foi suficiente, pois as condições não são as mesmas para todos.  É importante acabar com a desigualdade social e com os preconceitos através de uma educação que ilum…

Jabuticabeira

"Jabuticabeira pequenina, quando desabuticabeirarizar-te-ás tu? Eu, pequenina jabuticabeira, desabuticabeirarizar-me-ei quando todas as pequeninas jabuticabeiras desabuticabeirarizar-se-ão!"