Google+ Followers

2.8.09

Tais anjos perturbados

angel
Pessoas inquietas não transportam jamais paz. Sorriem "falsitariamente" perdidos em vão em uma opaca luz. Nada durará eternamente, nem máscaras ou faces serão capazes perdurar. Estes tristes tolos dizem tentando convencer a si próprios que fazem o bem, quando desconhecem o quanto de mal trazem em seus carmas despencados. Prestes a caírem, pela podre maldade exercida, pobres irrequietos, não escapam do mal que trazem em si quando desconhecem o mal trazido ao invés de lançado. Coitados, eles conseguem sorrir em inocente maldade. Insisto, fazem o mal consciente pelo mau hábito de desconhecer o que seria enobrecer seus espíritos. Descobri que alguns anjos, berram feitos crianças e outros nem sabem dizer não. Muitas almas atormentadas convivem neste meio. Coexistir bem e mal, luz e trevas, anjos e demônios, eu e vocês a beira de um precipício. Lembrara que ainda resta-me o voo azul e de paz. Almas irrequietas... Desconhecem a complexidade da simplicidade como revolução. Tais anjos perturbados, pessoas que sorriem constantemente sem perceberem a falta de salvação. Já não mais enxergam e os que veem fingem desconhecer. Perdoai-vos, mesmos, Senhor.