Google+ Followers

4.11.18


Hiberno

Voltei a hibernar preferindo ficar só  diante tantos fatos acontecidos nos últimos dias. Enxergar e confiar piora constantemente, processo seletivo. Tempos difíceis em nuvem cabulosa. A vida não é fácil, e eu ainda tenho um pouco de menina atrelada a velha ranzinza, só para complicar.  Tantos escuros, tantas caras feias mascaradas de falsas. Escaras de um passado vindo. Hiberno sol, solto o sonho enquanto durmo, mas tudo poderia ser bem melhor se não fosse o tal condicionamento de outrora☀️☀️☀️  Novos dias com retorno ao transtorno, permito-me escrever.
Hiberno

Endovenoso






Bolsa, tecnologia, batom
e alguma sabedoria high-Tech
creem nesta vertente
cabe pior na pia que nos acorrenta
desde a cria
sonhos virtuais e a violência caminha real
temos maçã, água tônica, fitness
massa cinzenta em escasso conduto
tamanho esforço muscular
é pouco compreender
na labuta diária, na batalha do ganha pão
 suor e hipocrisia
não caberia outra via vida
se não houver nesta lida
compreensão, amor, calmaria
bom senso
julgo equivocado
em toda via uma veia gama
fatidicamente jugular?