Pular para o conteúdo principal

Tais anjos perturbados

 Pessoas inquietas não transportam jamais paz. Sorriem "falsitariamente" perdidos em vão em uma opaca luz. Nada durará eternamente, nem máscaras ou faces serão capazes de perdurar. Estes tristes tolos dizem tentando convencer a si próprios que fazem o bem, quando desconhecem o quanto de mal trazem em seus carmas despencados. Prestes a caírem, pela podre maldade exercida, pobres irrequietos, não escapam do mal que trazem em si quando desconhecem o mal trazido ao invés de lançado. Coitados, eles conseguem sorrir em inocente maldade. Insisto, fazem o mal consciente pelo mau hábito de desconhecer o que seria enobrecer seus espíritos. Descobri que alguns anjos, berram feitos crianças e outros nem sabem dizer não. Muitas almas atormentadas convivem neste meio. Coexistir bem e mal, luz e trevas, anjos e demônios, eu e vocês a beira de um precipício. Lembrara que ainda resta-me o voo azul e de paz. Almas irrequietas... Desconhecem a complexidade da simplicidade como revolução. Tais anjos perturbados, pessoas que sorriem constantemente sem perceberem a falta de salvação. Já não mais enxergam, e os que veem fingem desconhecer. Perdoai-vos, mesmos, Senhor.

Postagens mais visitadas deste blog

Leitura performática do "Cordel Memórias de uma ex-estudante de Mariquinha das Alagoas"- Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID)

"História em Quadrinhos (HQ) – One plate"

Nos quadrinhos _One plate_, através dos dois personagens -Richard e Paula - fica nítido no contexto a desigualdade social.
Observa-se a meritocracia, como aborda o autor do livro _Subcidadania Brasileira_, Jessé Souza, que afirma que é pura ignorância acreditar nessa ideia, que é também corroborada pela HQ em questão.  O homem como resultado do meio em que vive, na maioria das vezes, está inserido em uma sociedade em que há uma classe sem chance de sobrevivência digna. Como professores em formação, precisamos perceber as diferenças sociais e suas causas para conhecer o meio onde vivemos, entendê-lo e/ou transformá-lo, permitindo, através da educação aos estudantes e futuros cidadãos, a consciência crítica necessária para que as diferenças sociais sejam amenizadas.  Seria injusto afirmar que o fracasso significa que a luta não foi suficiente, pois as condições não são as mesmas para todos.  É importante acabar com a desigualdade social e com os preconceitos através de uma educação que ilum…

Jabuticabeira

"Jabuticabeira pequenina, quando desabuticabeirarizar-te-ás tu? Eu, pequenina jabuticabeira, desabuticabeirarizar-me-ei quando todas as pequeninas jabuticabeiras desabuticabeirarizar-se-ão!"